Apresentar varizes nas pernas é um problema comum, mas que precisa de atenção para não causar danos sérios à saúde. Para isso, é importante conhecer um pouco sobre causas, fatores de risco e sintomas.

As chamadas varizes internas são veias insuficientes, que apresentam refluxo e se encontram localizadas mais profundamente nas pernas, sendo que sua visualização se torna mais difícil por isso.

Quer descobrir mais sobre esse assunto e se prevenir? Então acompanhe o post que preparamos para você cuidar melhor da sua saúde!

Afinal, o que são varizes?

O sistema venoso é responsável pela circulação do sangue no corpo e seu transporte até o coração. Para que esse trabalho seja bem-feito, é preciso que todas as veias estejam em seu perfeito funcionamento. Nos membros inferiores, esse trabalho é redobrado, uma vez que o corpo precisa lutar contra a força da gravidade para levar o sangue para cima. Para isso, existem válvulas que impedem que  o sangue desça em vez de seguir o trajeto ascendente até o coração.

Por alguns motivos como predisposição genética e avanço da idade, essas veias se tornam mais frágeis e as válvulas não trabalham como deveriam, criando pressão e sobrecarga, que fazem com que o sangue não flua de forma adequada. O resultado é que o sangue se acumula, prejudicando o retorno do sangue venoso até o coração. O termo “varizes” é utilizado para nomear veias dilatadas e tortuosas, que não cumprem bem o seu papel de levar o sangue na direção ascendente.

O que são varizes internas?

As ditas varizes internas representam alterações morfológicas e funcionais em veias  que não são facilmente visualizadas, por se localizarem em níveis mais profundos abaixo da pele. Quando as veias safenas estão insuficientes, elas podem se tornar dilatadas e tortuosas, mas como estão localizadas em planos mais profundos, não serão facilmente visíveis, exceto em pessoas que são bem magras.  As veias que formam o sistema venoso profundo também podem se tornar insuficientes, levando a uma dificuldade no retorno do sangue até o coração. Como estão posicionadas em camadas próximas aos músculos, não serão visíveis, porém, a consequência deste problema poderá ser percebida como formação de varizes superficiais, endurecimento e escurecimento da pele, inchaço e outras. Para uma avaliação mais completa e um diagnóstico mais preciso, utilizam-se métodos diagnósticos, sendo o mais comum, o ecodoppler venoso  (duplex scan venoso).

 

Qual a diferença entre ambas?

A grande diferença entre as “varizes comuns” e as alterações nas veias internas é que a primeira pode ser vista a olho nu e a segunda não, uma vez que se desenvolve nas camadas mais profundas. Geralmente a insuficiência das veias profundas é mais grave, porém, menos frequente.

Também é importante ressaltar que algumas varizes mais superficiais podem ter origem nas veias profundas, então é importante uma avaliação médica quando se percebe o surgimento de varizes.

Quais são as causas desse problema?

Ter veias que não estão em perfeito funcionamento geralmente é um problema associado a fatores genéticos, idade, sexo feminino, uso de medicamentos, gravidez, hábito de fumar, obesidade, manter-se em pé ou assentado por longos períodos, falta de atividades física e outros.

Sintomas que podem estar relacionados às varizes

  • dor;
  • ardor;
  • sensação de peso nas pernas;
  • inchaço nos pés, tornozelos e pernas;
  • coceira;

Copyright © 2019 | Venous Laser